quinta-feira, 9 de julho de 2009

Chegamos em Parnaíba!

04/07 - primeiro dia em Parnaíba

Depois de uma madrugada de viagem num onibus congelante, chegamos em Parnaíba. Na rodoviária pegamos um taxi até a pousada que fiquei com meu pai em 2003. Pegamos o melhor quarto, o que não significava que o quarto era bom. Meu pai resmungou um pouco, mas ele mesmo escolheu o quarto, ele deve ter pensado e visto que era melhor pra ele mesmo isso, senão minha mãe ia surtar, rs! Os quartos mais simples eram terríveis, o nosso já não era lá aquelas coisas... apesar do frigobar, TV e ar-condicionado (fundamental para um lugar tão quente). A impressão que deu é que a pousadinha caiu bastante da última vez que viemos pra Parnaíba e depois entendemos o porque... a cidade toda piorou bastante. Parnaíba é uma cidade no litoral do Piauí, muito gostosa e lá fica o Delta do Parnaíba, lindíssimo. Mas o Piauí, como eu disse antes, é um estado muito abandonado e carente de melhorias e a impressão que passa é que lá acaba sendo meio terra de ninguém, de político ladrão, toda cidadezinha minúscula tem vários órgãos públicos... enquanto isso Parnaíba estava com as ruas cheias de lixo, sujas mesmo, as ruas totalmente esburacadas, os taxis tinham que ficar desviando de tudo que é buraco. Aquela chuvona que atingiu o Piauí atingiu Parnaíba também, então já viu o estado das ruas...

Mas falando de coisa boa: depois de tomarmos um bom café da manhã, fomos para o Delta. A van veio nos buscar na pousada e fomos, pois o porto mudou de lugar. Quando eu fui com meu pai em 2003 a saída para o Delta era no Porto das Barcas ou Balsas, não lembro bem, pertinho da pousada, mas com as chuvas o portinho foi desativado e a saída para o Delta é no Porto dos Tatus agora. A van parou no antigo Porto das Balsas, onde ficam todas as agencias de turismo, para o pessoal fechar e pagar o passeio. Enquanto isso vi um filhote de gato lindo e fui mexer nele, claro! Mas o danado do gato tava matando um filhote de morcego, morri de pena do bichinho, tirei ele de lá, mas acho que ele não aguentou não...

Continuando a viagem, fomos de van até o Porto dos Tatus, a paisagem até lá era linda! Pegamos a balsa ou barco, que seja e fomos para o passeio. O barco passa pelo rio Parnaíba e o rio tem várias divisões que acabam no oceano, com paisagens muito lindas, diferentes... é um passeio que vale demais a pena, mas que quase ninguém faz. Dizem os habitantes de lá que eles não tem interesse que o passeio se popularize para não haver degradação do meio ambiente e tal. Concordo com eles, mas se eles explorassem de uma forma boa renderia muito dinheiro para todos.

Durante o passeio a gente passa por mangue, por rio, por várias vegetações, por mar, por dunas... as paisagens são lindíssimas! A balsa faz algumas paradas, a primeira foi numa beira do rio na qual voce atravessava e o outro lado era mar, um mar pouco salgado e quente, ótimo para nadar sem frescura... nadei muito com meu irmão e me estressei também, eita moleque pentelho, me tacava areia toda hora! Depois voltamos para a balsa e tivemos um almoço muito gostoso, com um peixe muito bom! Eu nem sou chegada em peixe assim e comi um monte! Depois paramos num lugar que tinha dunas lindas e no meio de uma das dunas, como se fosse um vale, tinha uma lagoinha, estilo Lençóis Maranhenses... tinha também um cara vendendo doces típicos, ele vendia uma cocada boa... queria trazer pro Otto, mas não ia durar, ele tem que ir lá comigo um dia! Aproveitei para nadar no rio com meu irmão, muito boa a água, quentinha... o rio tinha uma correnteza muito forte, tínhamos que tomar cuidado. Meu irmão cabeçudo foi mergulhar uma hora e quando subiu meteu a cabeça na balsa, rsrrs, levei um susto, pensei que ele tivesse rachado a cabeça, mas não aconteceu nada, ainda bem! Depois a balsa andou mais um pouco e passamos por um mangue, dois homens desceram e pegaram caranguejos pra gente ver, explicaram sobre as épocas de caça do caranguejo. Serviram caranguejada depois pra gente, mas nem comi.

Depois de navegarmos mais um pouco, chegamos ao Porto dos Tatus e pegamos a van de volta. Decidimos pegar um onibus municipal mesmo e fomos até a Praia da Pedra do Sal... lá é lindo, mas como o restante de Parnaíba, está abandonado, sujo... quiosques vazios, por isso não tem turistas e lá parecia mais uma cidade fantasma, que medo! Fomos nas pedras, tiramos umas fotos lindas do por do sol e pegamos o onibus de volta, onibus esse lotado de gente estranha e muito fedido! As pessoas pescam e trazem os peixes no onibus, já imaginou o cheiro...

Chegamos na pousadinha, tomamos banho, íamos sair pra comer, mas o sono não deixou, capotamos!

E a saudade nesse dia estava maior ainda... ligava pro Otto a toda hora e nada de ter uma lan house perto da pousada...

Nenhum comentário:

Postar um comentário