quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Ser popstar...

deixa as pessoas meio loucas, você não acha?

Nada demais e não pretendo gastar muitas linhas com isso. Mas você já reparou que, quando o artista se consagra, ele cria manias loucas? Digo isso por conta de vários exemplos. Dizem que o Michael Jackson dormia numa câmara hiperbárica para se manter jovem, entre outras manias malucas que ele tinha.

Mas o assunto que me motivou escrever sobre isso foi ouvir hoje de manhã no rádio que a Mariah Carey pede 80 toalhas brancas no camarim dela, durantes seus shows. Aí parei pra pensar: porra, 80 toalhas brancas??? Que ela vai fazer com tanta toalha? Cheguei à conclusão que os artistas, quando ficam famosos, tem a necessidade de fazer e gostar de excentricidades para serem OS diferentes, cheios de status. Porque exigir 80 toalhas brancas no camarim é pura frescura e ostentar status, só pode ser isso. Acho que esse povo passou muita dificuldade na vida, galgou muito pra chegar onde está, fez muito teste de sofá por aí, enfim, ralou que só a porra pra chegar onde estão e aí perdem a noção (do ridículo) e pedem as coisas mais loucas do mundo. A maioria dos pedintes malucos são o povo da black music ou roqueiros loucos pegadores de groupies. Por conta disso, fiquei curiosa e pesquisei as manias de camarim mais esquisitas de artistas e achei isso aqui:

Foo Fighters: exigem 300 camisinhas no camarim, sendo que a equipe da banda tem apenas 12 pessoas, além de montes de pares de meias brancas;

Sandy e Junior: pedem que tenha um sofá branco grande;

Red Hot Chilli Peppers: cuecas samba canção pretas e decoração com móveis da Indonésia;

Rush: tomadas de 110 volts em todas as paredes do banheiro;

Cat Power: uma foto do Bob Dylan autografada para tocar no TIM Festival de 2007, sob possibilidade de não participar caso a exigência não fosse atendida (resta saber se ela foi atendida mesmo);

Lenny Kravitz: 450 kg de gelo (?);

Lulu Santos, o chato: exigiu suco de frutas feito na hora em vários shows, peste do diacho;

Prince: foi quem lançou a moda de pedir 357 mil toalhas no camarim. No Rock in Rio 2 ele pediu 200 toalhas. Usou 50. Mas é um fela da puta, né?

Fora quando aparece um cão por dentro do mato que inventa de pedir chá descafeinado (como a Alanis Morissette), frutas muito específicas, águas importadas, cervejas que só devem vender na Finlândia... ai, só de pensar em trabalhar com gente assim, minha beleza cansa.


Tem coisas que a gente tem ler e reler, de tão absurdas que são... até agora não achei explicação para as 300 camisinhas (será que é para encher de ar e decorar o camarim?) ou porque o sofá tem que ser branco... que frescura! Tenho quase certeza que é só pra se aparecer mesmo, pra mídia divulgar o show que vai ter e talz... vai entender...

PS: gastei muito mais linhas do que pretendia... eu nunca cumpro essa promessa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário