sexta-feira, 30 de abril de 2010

Medrosa, eu?

Sim, e muito! Eu sou muito, muito medrosa. E pior que eu tenho medo de coisas muito loucas e que tem gente que não entende o por quê. Eu tenho medo de porta-giratória, de cair no vão do metrô, de barata, de avião, de sapo... mas acho que o pior medo mesmo é de dentista! Nem de vacina eu tenho tanto medo quanto de dentista... pra mim tudo no dentista é horripilante: a luz, a broca, a anestesia, a mangueirinha e até a frase "agora pode cuspir". Eu sempre choro (sim, choro) pra tomar anestesia. Depois que eu tomo a anestesia paraguaia, que nunca pega em mim por causa do nervoso, o dentista me comunica que eu tenho uma cárie, pra variar. Aí lá vai ele com a broca, barulhenta e assustadora, cavar meu dente. Eis que ele percebe que a cárie é pior do que ele imagina, oh, céus! Terá que dar outra anestesia! Que não pega, claro. Aí ele fura meu dente até deixar só a casquinha e enche de resina, para obturar. Só de pensar nesse ritual todo eu sofro. Por isso tudo faz teeeempo que não vou ao dentista, mas por causa de uma dor de dente terei que enfrentar a fera muito em breve. Adiei o quanto deu, mas agora não dá mais e estou sofrendo muito só de pensar na visita... será que vai doer muito, muito? Ai, Deus...

Adoro: Tom Novy - Your Body

Nenhum comentário:

Postar um comentário