quarta-feira, 7 de julho de 2010

Natureza

Taí uma coisa que eu adoro, natureza. Gosto de animais, de plantas, árvores. Sou daquelas tem dó de matar barata (e medo também, claro), que tem pena de arrancar flor bonita. No meu prédio tem muitas árvores, na frente da janela do meu quarto tem uma enorme, que passa da minha janela. No verão ela é bem verdinha, cheia de folhas, no outono, que nem agora, ela está pelada, sem uma folha, parece de desenho. No verão minha janela recebe a visita de vários bichinhos, lagartas, gafanhotos, que ficam descansando no parapeito ou na rede de proteção. O prédio é bem arborizado e passear com o Max vira uma coisa muito gostosa, apesar dos puxões que ele me dá. Esses dias estava uma tarde bem gostosa e fui passear com ele. Deitei numa mesa que tem lá no fundo, embaixo de uma árvore e fiquei lá, curtindo, olhando pra cima, vendo as folhas se mexerem. Maior brisa, né? Tudo bem, eu viajo e sei disso. O Max também aproveita, depois de correr que nem louco pegando os coquinhos que caem no chão, ele se esparrama na grama e fica lá, deitadão, tomando um bronze. Aqui no prédio tem as fases de tudo, no verão, quando chove muito, é a época do caracol. Tudo que é canto tem caracol, de todos os tamanhos, por causa da umidade. Também é a época das (argh!) baratas voadoras... me pelo de medo, elas voam pra todos os lados, que agonia! Agora é a época das lagartas, por todo canto você encontra uma, tem até no hall dos elevadores. Sempre que posso pego uma perdida com um galhinho e coloco no jardim, para ninguém matar. Muita gente não gosta e uma amiga minha disse que mata mesmo quando encontra uma lagarta no caminho. Acontece que a gente não pode esquecer que na primavera elas virarão borboletas lindas! Fora que lagartas não fazem nada, só desfilam e comem o tempo todo, tadinhas. Na primavera será a época das borboletas, elas ficam dançando pelo prédio todo, de várias cores, muito lindas. Meu apê é pequenino, mas quando a gente desce e passeia pelo condomínio tudo ganha graça, não tenho vontade de trocar isso por nada. Esses prédios novos são muito cinzas, concreto puro, poucas árvores (ou nenhuma mesmo) e jardins artificiais para as crianças brincarem. Assim não gosto!

Ouvindo: Tom Novy - Your Body

Nenhum comentário:

Postar um comentário