segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Rinite que me persegue

Pra variar, estou com uma crise de rinite terrível. Semana passada eu posso dizer que foi a semana do dedo podre: minha mãe caiu e machucou o pé, me ligou quase chorando no serviço para contar e quase me deixou chorando também, fiquei com muita peninha dela... dias depois, foi minha vez, filho de peixe, peixinho é. Na escola, estão pintando tudo, o que deixa o ambiente com um cheiro horrível de tinta. Além do mais, semana passada foi a fase da tinta esmalte, aff... o cheiro começou a incomodar minha garganta e quinta não deu, tive que ir ao médico. Chegando lá, a novela de sempre e o médico na hora atestou, rinite alérgica. Estava tão entupida que ele me receitou inalação e uma injeção de uma tal hidrocortisona. Pra que inventei de tomar aquilo... tomei a injeção e fui para a sala de inalação, com uma crise idiota de riso. Depois de rir, comecei a chorar, ficar com vontade de vomitar, até que juntou umas três enfermeiras em volta de mim e começaram a me fazer perguntas, gritando, dizendo que eu ia desmaiar. Dito e feito, depois de ver pontinhos pretos e ouvir as enfermeiras falando em "baleiês", caí dura. Estava sozinha no hospital, fiquei em observação, zureta de tudo. Quando voltei, fiquei com tremedeira, efeito colateral do remédio muito forte (nunca tomem isso!) e fui pra inalação. Depois dessa pequena maratona que durou a manhã toda, fui trabalhar, pra não perder o dia. Pior de tudo foi acordar péssima sexta e ter que ir ao médico de novo, dessa vez para passar o dia em casa, não teve jeito. Ainda estou me recuperando, mas o cheiro forte de tinta tá me deixando trilili das idéias, além de meu nariz estar péssimo... o doc disse para eu me alimentar melhor e tomar bastante água e isso está mesmo ajudando, não estou tão mal hoje. No fim, confirmo: ter rinite é um saco, te torna um fresco e quem não tem acha que você tá fazendo tipo. Espero ficar 100% logo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário