terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Bem que os médicos falam...

Sempre ouvi dizer em hospitais que as mulheres são sempre mais fortes que os homens. Sempre dizem que os homens são dramáticos, fracos, que não são de nada. Pra mim, medrosa assumida, isso era impossível. Reparo, claro, que homem não gosta de médico. Meu pai foge de consultas de rotina, tem que ir pelo cabelo, meu irmão só vai em consulta de rotina no dermatologista, porque ele detesta as espinhas que teimam em pipocar no rosto dele. Nenhum namorado que eu tive ia em médico, só em caso de vida ou morte. Tive um, o Gustavo, que tem uma válvula no coração e o último exame que ele tinha feito referente a isso foi quando criança, quando a mãe dele ainda podia pegá-lo pela mão e levá-lo ao médico sem muitas reclamações. No fim das contas eu acho que homem, além de relaxado, é medroso pacas. Eles morrem de medo de hospital, de agulha, de médico, de tudo, só são muito machões pra admitir. Nos hospitais, médicos, enfermeiras e cia sempre dizem que mulher aguenta mais as coisas, que tem filhos, fazem exames chatos enquanto os homens reclamam quando tem que fazer um exame de próstata, depois dos 40 e olhe lá. E a mulherada que tem que fazer ultrasom transvaginal, papanicolau de 6 em 6 meses?

Hoje eu cheguei bem a essa conclusão. Fui ao hospital buscar uns exames do meu pai que estavam apodrecendo no laboratório. Exames esses que talvez o farão fazer uma cirurgia. Por que será que ele estava evitando ir buscar? Na ida, aproveitei para tentar, de novo, levar meu irmão para tomar vacina de Hepatite B. Acontece que chegando na porta, ele simplesmente disse que não ia tomar. E pronto. Perguntei o porque. Ele disse que não estava afim. Expliquei, de novo, que essa vacina evitaria uma doença muito ruim, que é sexualmente transmissível e blablabla e ele não quis e não me deu um motivo convincente. Claro, eu acho que ele ficou com medo. Ano passado aprontei uma com ele. Levei meu irmão para tomar vacina de febre amarela e ele teve que tomar a dos 15 anos. Doeu pacas. Ele deve ter lembrado disso e não quis tomar. Man, que cagão! Fiquei fula, sério. Eu sou a maior cagona, assumida e mesmo assim tenho todas as vacinas em dia, inclusive a de Hepatite B está marcada para daqui a 2 meses. Dói, fazer o que, mas prefiro do que a doença em si. Homem é tudo cagão mesmo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário