domingo, 15 de maio de 2011

Pesadelos

Ultimamente ando tendo muitos pesadelos, quase toda noite. É um mais doido que o outro, alguns chegam a ser engraçados quando conto pra alguém, porque soam ridículos. Dia desses, sonhei que mandaram me matar. Chegavam dois caras, um conhecido meu por sinal, que jogavam um coquetel molotov (só esse nome já é engraçado pra mim, meu irmão diz que ando jogando muito GTA...) no meu carro e eu dava ré (como se eu fosse muito habilidosa) e o coquetel pegava em outro carro, que explodia na hora e matava todos que estavam dentro. Outro dia sonhei que pegava o metrô em horário de pico, lotaaaado, com meus pais e descia na estação Corinthians-Itaquera para cobrar o aluguel de um inquilino da casa de Itaquera e lá eu passava uma raiva bem grande por causa de pessoas mal-educadas. Por enquanto não estou sonhando com partos trágicos e cia e espero não sonhar, porque já estou um tanto ansiosa e nervosa com a chegada do Arthur, pensando nas agulhas, soros e anestesias (isso porque nem penso muito no parto em si...). Qual será o pesadelo (ou a comédia) dessa noite?

Ouvindo Lutar Pelo Que É Meu, do Charlie Brown Jr

Nenhum comentário:

Postar um comentário