quarta-feira, 18 de setembro de 2013

I Oficina de Brigadeiro

Há umas duas semanas, fiz minha primeira oficina com as crianças do meu serviço. Com ajuda da maravilhosa professora Sônia, do 1º ano C, foi possível realizar esse desafio. Trabalhar com crianças é uma delícia, mas não é fácil. Eles estão cada vez mais espertos e alguns, mais levados e/ou mal-educados...

Algumas crianças aqui da escola não tem acesso a lazer fora daqui, então pense na ansiedade que eles ficaram? Depois da notícia das oficina, foram dias me parando pela escola, perguntando quando seria. Até que uma semana eu e a professora tomamos uma boa dose de coragem e marcamos.

Combinamos o que cada uma traria, para não ter que pedir nada para os alunos e fechamos: sexta-feira, ela traria os ingredientes básicos do brigadeiro e eu, forminhas e confeitos variados.

Levamos os meninos para o pátio, onde eles comem no recreio, mostramos os ingredientes a eles, misturamos tudo com a ajuda deles e depois fui para cozinha, sozinha, cozinhar o brigadeiro. Alguns ficaram na porta, curiosos, querendo ver como estava ficando. E o cheirinho do brigadeiro de panela? Meu Deus, nem lembrava como era, já que só faço no micro de uns tempos pra cá! Agora só farei na panela, muito mais gostoso o resultado é outro e a experiência fica toda especial!

Depois de esfriar, subi para sala deles, dividimos as crianças em grupos, colocamos um prato com confeitos no meio da mesa e começamos. Eles lavaram as mãos, passei manteiga nas mãozinhas deles para eles enrolarem os doces e nisso eles ficaram por volta de uma hora enrolando e confeitando os docinhos. O combinado era enrolar e colocar na mesa da professora, para tirarmos fotos no final, mas quem disse que criança aguenta enrolar brigadeiro sem comer, rsrsrs? Alguns trouxeram os brigadeiros para mesa, tiramos fotos e depois distribuímos entre as crianças. Alguns, fofos, separaram para levar para o irmãozinho ou a mãe em casa, outros seguravam o brigadeiro como se fosse um troféu, com um cuidado! E outros mandaram direto pra barriga, sem dó nem piedade, rs.

A professora aproveitou a oficina para ensinar português e matemática para os pequenos, fazendo contas de quantas latas de leite condensado iriam caso dobrasse a receita, as letras usadas para escrever os ingredientes, muito bacana mesmo! Mês que vem combinamos de fazer outra oficina com eles. Também vou aproveitar para testar oficinas em outras salas, andei conversando com algumas professoras essa semana. Umas tem muito interesse, outras nem tanto, mas vamos que vamos!

E agora, algumas fotos para guardar esse momento:











Juntei tudo: gosto de crianças, preciso fazer meu estágio da faculdade e amo fazer (e comer, rsrsrs) doces. E com essa mistura, somada a uma boa dose de paciência e ajuda da professora, tudo aconteceu e com certeza foi um aprendizado para mim e será uma boa lembrança na vida desses pequenos, não vejo a hora de fazer outra oficina culinária!

Nenhum comentário:

Postar um comentário