sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Medo de dentista - Parte II

A correria é tanta que acabei esquecendo de contar a minha peleja no dentista. Depois de meses ensaiando, peguei o telefone da dentista que meu irmão e mãe estão frequentando e marquei, com muito custo.

No dia marcado, fui lá para conhecer o consultório, a doutora e claro, ver em que estado estava minha boca. Fui morrendo de medo de já ter que fazer alguma coisa ou do diagnóstico ser muito ruim, de ter canal em vários dentes, de ter outros problemas que nem sabia que poderia ter, entre outras coisas. Para minha surpresa, eu não tinha nenhuma cárie (tirando a do siso)! Eu jurava que tinha, porque às vezes sinto uma sensibilidade muito grande nos dentes quando como doces ou gelados, mas a doutora disse que não tinha nenhuma. Meu dente do siso, infelizmente, é mesmo um caso perdido. Além de estar de lado, está com uma cárie tão grande que provavelmente se tornou um canal, o que torna inviável o tratamento. Confesso que será um alívio tirar esse dente. Além de ser muito difícil de limpar, mordo muito a bochecha por ele estar torto e ainda por cima os sisos entortaram todos os meus dentes, um saco!

No final, tive um diagnóstico que não esperava ter: periodontite. Meu pai tem essa doença há muitos anos e é uma luta difícil de ganhar, já que o caso dele é muito avançado e ele é pão-duro com dentistas, já viu... essa doença é grave, é uma gengivite mal tratada, que pode resultar em perda de dentes inteiros, olha que dó! Eu já vi meu pai perder dentes com raiz e tudo, me assustei muito mesmo quando vi que eu estava com a mesma coisa que ele, mesmo que em fase inicial...

Quando eu estava grávida do Arthur, tive muita dor no dente do siso. No final da gravidez eu fui ao dentista porque estava enlouquecendo de dor e descobri a gengivite. Por medo de dentista, nunca mais voltei, ou seja, dois anos sem ir ao dentista (QUE VERGONHA!). E a simples gengivite se tornou a tal periodontite, olha que prejuízo!

Apesar do diagnóstico, fiquei muito tranquila com a doutora, ela foi muito calma, explicou tudo que ia fazer, o que achava que eu tinha que tratar, me passou muita experiência. Fiquei tão segura com ela que nem estou com tanto medo da próxima consulta, que será semana que vem. Estou com um pouco de medo da anestesia que provavelmente terei que tomar, mas animada em poder tratar meus dentes. Adoro meus dentes e meu sorriso, mas ao mesmo tanto fui tão relaxada com eles! Preciso correr atrás do prejuízo para não correr o risco de perder nenhum dente por pura falta de cuidado, que absurdo =(...

Agora o negócio é correr atrás e tratar dente por dente. Inicialmente farei três sessões para tratar a periodontite e depois de ter a gengiva curada, vou encarar a extração do dente do siso. E aí eu vou ficar com medo de verdade, rs! Apesar de eu sonhar em tirar esse dente que tanto me incomoda há anos... é esse pensamento que me fortalece!

Ah, esqueci de contar que vou a falência com esse tratamento todo, mas juro, estou pagando feliz. Não posso nem sonhar em perder meus dentes à toa, eu, hein?

Outro detalhe: a doutora pediu radiografias da minha boca, me explicou que o ideal é tirar uma radiografia panorâmica anualmente (assim como eu faço exame de vista todo mês de dezembro e desde o ano passado também faço exame de audiometria, saúde em primeiro lugar!). Também disse que vai precisar das radiografias para ver como está a raiz do meu siso, para ver como vai arrancá-lo.

O engraçado foi o dia de tirar a radiografia! Fui, um baita toró, peguei ônibus para economizar o estacionamento e me ferrei. Deixei meu lindo e novo guarda-chuva de zebrinha no suporte para secar guarda-chuvas na porta do laboratório. Fiz os exames e quando a tonta aqui sai para ir embora o que encontra? Trocentos guarda-chuvas, menos o meu de zebrinha =/... um fio duma égua roubou meu guarda-chuva novinho e pior, num dia de chuva!!! Cheguei no serviço linda, pingando, descabelada... porque não encontrei nenhum vendedor de guarda-chuva de Deus no caminho para me salvar, rsrsrs, só me lasco!

Até semana que vem, se eu sobreviver à primeira sessão na dentista, aiiiii! E bom feriado à todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário