sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

O gato preto

Ontem eu fui trabalhar. Correndo, atrasada como sempre, estava quase chegando no serviço quando dou de cara com um filhote de gato em situação lastimável: os dois globos oculares para fora, em aparência horrível, como se estivessem queimados ou algo do tipo.

Fiquei arrasada, minha vontade era ter sentado e chorado. Depois do Arthur fiquei menos mole e não choro tão fácil numa situação de desespero, mas essa me pegou de surpresa, não sabia o que fazer. Ele estava lá, mansinho, andando de um lado para o outro, parava, lambia a patinha. Eu acredito que ele está cego pelo estado em que os olhos estavam, mas vai saber?

Ele estava rodeando uns barracos embaixo de uma passarela na Avenida Radial Leste, parecia ser dos moradores de lá. Corri pro serviço, deixei minhas coisas e voltei correndo para o gato, mas ele tinha sumido! Ele era todo preto e fiquei receosa de que fizeram alguma maldade com ele por isso. Voltei mais três vezes lá durante o dia, contei para todo mundo, mas nem eu nem ninguém que conheço viu mais o gato... estou na espera que ele apareça, para levá-lo a um veterinário... não consigo parar de pensar no bichinho, estou tão chateada =(


Nenhum comentário:

Postar um comentário