terça-feira, 25 de março de 2014

Oito mitos sobre gatos

1. Gatos são interesseiros (ou traçoeiros)

Ahhh, um clássico. Gatos fazem o que tiverem vontade no momento. Você pode chamar o quanto quiser que, se eles não quiserem, não vão vir. Não são obedientes como os cães, algo que irrita algumas pessoas. Sim, eles vêm correndo quando você abre aquele patê delicioso, mas quem não faria isso? Como diz Luciana: “Eles não são interesseiros, são interessantes”.




2. Gatos transmitem asma


Falso. Asma felina é diferente da asma humana. Um não transmite para o outro. Pessoas que nunca conviveram com felinos também tendem a achar que o ronronar é um chiado do pulmão, indicando que eles possuem problemas respiratórios. Trata-se apenas de um barulho que fazem quando estão relaxados e felizes.
3. Gatos não se dão bem com crianças

Grande parte dos gatos vive em um aconchego só com os pequenos – raças como maine coon e norueguês da floresta são mais dóceis. Porém, alguns bichanos, do tipo reservados, podem ser temperamentais com crianças que pesam a mão nos carinhos e brincadeiras. Mas tudo tem solução. O segredo está na socialização dos dois. Os pais devem acompanhar os primeiros contatos da criança com o pet, mostrando como manipulá-lo e explicando que os peludos também apreciam alguns momentos de paz.



4. Gatos gostam da casa, e não do dono

Pergunte para qualquer gateiro: todos dirão que isso não faz sentido. “Eles gostam da casa com o dono dentro”, afirma Luciana. Os felinos são muito apegados ao ambiente físico, mas também ao dono. Após a morte do tutor, muitos entram em depressão e acabam até morrendo.
5. Gatos tem sete vidas

Hm… não. Ganharam essa fama por pularem de grandes alturas sem se machucar. Entretanto, bichanos são bastante sensíveis e necessitam de cuidados especiais. Problemas com sua parte emocional podem evoluir para doenças renais e respiratórias, entre outras. Eles somatizam questões. Já houve casos de donos que passavam pelo processo de quimioterapia e cujo gato vomitava junto.

6. Gatos com aids felina podem transmitir a doença para humanos

Assim como a Aids humana, o vírus da Aids felina, chamado FIV, ataca o sistema imunológico do pet. Entretanto, humanos não são infectados por ele. Já outros gatos podem ser contaminados através do contato com o sangue e a saliva do doente.
7. Gato preto dá azar

Gente, estamos no século XXI e não na Idade Média. Gato preto não dá azar. E pensar que tem quem ainda acredite nisso e maltrate (e até mate) os coitadinhos por causa disso.



8. Gatos são menos legais que cachorros

Trata-se de um debate que não leva a lugar nenhum. Alguns são do time dos cachorros e outros, dos gatos. São animais diferentes e pouco comparáveis. Cada dono deve ponderar a qualidade que busca em um pet e escolher um deles. Só não vale falar mal dos felinos quando não se conhece muito sobre eles. Eu tenho gatos em casa e garanto que são umas fofuras sem fim.

Fonte: Site Veja SP


Nenhum comentário:

Postar um comentário