segunda-feira, 14 de abril de 2014

Móbile para bebês: usar ou não usar?

Presentes nos quartos de muitos bebês, os móbiles de berço têm o objetivo de entreter os pequenos e também deixar o quarto mais bonito. Contudo, é preciso tomar cuidado para que eles não se tornem uma armadilha capaz de causar acidentes indesejados.
De acordo com a pediatra Sonia Liston, os brinquedos de berço fazem parte do universo infantil. “Brinquedos como o móbile devem, antes de mais nada, ser seguros. Para tanto, não devem possuir pequenos componentes como olhinhos ou botões que possam se desprender”, explica a médica do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos. Essas pecinhas são facilmente levadas à boca e podem causar asfixia.


Enfeites com enchimentos fáceis de retirar também oferecerem risco e devem ser evitados. A higiene é outro quesito que merece atenção. “Móbiles devem ser fáceis de higienizar. Os feitos de tecido lavável e borracha maleável são boas opções. Se musicais, não devem ser muito barulhentos”, ressalta.
Os pais também devem estar atentos à altura do móbile, que precisa estar preso onde a criança não alcance. Um erro corriqueiro é esquecer de ajustar a peça conforme a criança cresce e então ela passa a se pendurar nela. Fixar o brinquedo firmemente no teto é fundamental para evitar que ele caia por acidente.
Depois de todas essas precauções, observe a reação do seu filho diante dos móbiles. Algumas crianças podem ficar irritadas por não conseguirem alcançar as pecinhas “voadoras”. Assim, o brinquedo que deveria ser relaxante se torna um problema, deixando o pequeno agitado e até atrapalhando o sono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário