sábado, 24 de maio de 2014

Maria Alergia

Eu sempre sou a premiada... tenho rinite alérgica e infelizmente meu filho herdou isso de mim, que herdei do meu pai, que deve ter herdado de alguém num erro da evolução humana. Com a rinite, eu sofro com pó, serragem, ácaros, fico com acessos de espirros, nariz com coriza e dor de cabeça. Às vezes, por culpa da rinite eu acabo ganhando uma sinusite, por conta do acúmulo de secreção no nariz. Arthur já é dos meus e vive com mal estar respiratório, tadinho... Para ajudar com a rinite, operei o desvio de septo. Ajudou? Sim, achei que valeu bastante a pena. Mas sumir mesmo, a rinite nunca irá (a não ser que um abençoado encontre um jeito de curar essa tranqueira).

Apesar da rinite, eu não costumo ter graves alergias alimentares ou de outro tipo. Quando eu tinha 14 anos, tomei um remédio chamado Keflex. Tive uma super intoxicação com ele, fiquei péssima, o corpo todo empolado e ardendo, um sofrimento! Me descobri alérgica (ou sensível) a ele.

Na volta das minhas férias, fui trabalhar e comecei a ter uma coceira chata no braço. Achei que era picada de pernilongo, já que aqui tem de quilo e não dei importância. No dia seguinte, fui trabalhar e reparei que mal conseguia abrir os olhos. Achei que estava com sono, fui para minha mesa e a coceira no braço voltou com tudo. Tiro a jaqueta e olho meu braço: inteiro de bolinhas! Mostro para minha amiga, que me avisa que minha cara está cheia de bolinhas... olho na câmera do celular, olhos do Corcunda de Notre Dame, pálpebras inchadas, bolinhas espalhadas.


Que medo!


Meia hora depois, pernas coçando. Vou ao banheiro e vejo que as pernas estão muito piores que os braços! Pescoço enche de bolinhas e algumas aparecem na barriga e costas... Apareci na secretaria da escola e todo mundo quase caiu duro de susto com minha cara. Me mandam imediatamente embora para o hospital para ver o que era, apesar das grandes suspeitas de alergia.


Chego no hospital, passo na triagem, as enfermeiras me mandam imediatamente para o consultório. Eu estava sozinha e fiquei assustada, porque achei que era só uma alergiazinha boba, né? E era, mas o médico me explicou que provavelmente era uma alergia alimentar e que da mesma forma que as pernas, braços e olhos incharam, poderia inchar minha garganta também! Depois dessa fui rapidinho para a sala de medicação sem reclamar, tomar vários remédios na veia... Antes das duas bolsas de soro terminarem, as bolinhas estavam sumindo. Eu fiquei super doida com a medicação, a língua pesada, quase não conseguia falar, andava devagaaaar, parecia que a perna não se mexia direito. Voltei para casa, caí dura e acordei bem melhor. 

Hoje ainda estou me recuperando, com algumas bolinhas no rosto e braços e mãos bem inchadas por causa do soro, além do corticoide, que incha pra caramba... espero nunca mais ter isso na vida! Mas não vou me surpreender se tiver, já que conversando com minha mãe fiquei sabendo que já tive dois episódios desse na infância. Não lembrava de nenhum deles, ela disse que fiquei como dessa vez, uma vez por causa de salsicha e outra por Skitles. Ê, Maria Alergia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário