sábado, 21 de junho de 2014

3 anos de Arthur!

Como passou rápido!

Três anos de tantas alegrias, tantos desafios! Há 3 anos e 37 semanas atrás, rs, eu ficava grávida do meu príncipe. Foi assustador no começo, mas como todos sempre dizem, no fim deu tudo mais que certo! Desde a barriga Arthur começou a me ensinar muito. Esse menininho me ensinou a priorizar meu tempo, valorizar as pessoas certas e a me afastar das erradas. Me ensinou que dinheiro é importante, mas não é tudo e nada paga poder estar presente em sua vidinha linda, levá-lo ao médico, passear, brincar com ele. Ao mesmo tempo, me ensinou que devo sim me esforçar e batalhar para continuar crescendo profissionalmente, porque dinheiro pode não ser tudo, mas é com ele que ofereceremos uma boa educação e uma qualidade de vida legal para o Arthur.

Arthur também em amadureceu demais e aquele ditado que só entenderemos nossa mãe depois de virarmos mãe nunca foi tão correto. Eu e minha mãe nunca fomos tão unidas e amigas na vida. Ela é meu braço direito (tanto que tatuei seu nome no meu braço direito) e é a pessoa que mais ajuda com o Arthur. Ela é amorosa e uma avó muito coruja mesmo, paparica, liga para perguntar como está, o vê todos os dias. A recíproca é verdadeira, Arthur tem verdadeira paixão pela avó!

Agora que está fazendo três aninhos, Arthur está uma graça, fala de tudo, solta aquelas pérolas infantis que fazem todos rir, corre e pula para todo lado, tem uma energia! Claro que as birras estão nos dando trabalho, mas tirando isso essa fase é uma delícia! Já entende o que falamos, repete tudo, escolhe os desenhos que quer ver, brinca com nossos gatos, conta como foi a escola, escolhe até a roupa que vai vestir de vez em quando. Nos surpreende com um beijo de surpresa, gosta de um cafuné nas costas e no fim da madrugada ele vive aparecendo no meu lado da cama, pedindo para tirar uma soneca com a gente. Não tem como negar, né? Ele dorme na caminha dele, mas quando o sol está nascendo ele vem ficar com a gente e é tão bom...

Está rapazinho, usa calça jeans e veste o tênis sozinho. Come muito e muito bem, adora banana, meu macaquinho! E adora arroz, às vezes pede arroz no café da manhã. E meu pai, coruja que só, faz, quem aguenta? Não cabe mais no colo e nem o pai aguenta carregá-lo por muito tempo. Está moço, mas é bebezão e às vezes pede um colo. Eu tento dar, sento e ponho ele no meu colo, mas não acho mais posição. Beirando um metro de altura, é alto e forte e eu com meus 160 cm de altura não dou conta do meu metrinho de menino, rs.

Ah, e é um menino demais de viajado! Fiz o cadastro dele no Flight Diary (site em que você cadastra os voos que já fez e todos os detalhes como horários, cia aérea, rota, é bem legal!) e ele já deu 1.4 volta ao mundo de avião! Arthur me levou para conhecer muita coisa nova. Juntos conhecemos a neve, o Uruguai, o Chile, a Disney, além de alguns lugares aqui no Brasil. Ele dá um trabalho, como toda criança, mas curte. Tiro muita foto para ele ter de recordação no futuro e espero que esse bichinho da viagem fique sempre nele, para viajarmos muito juntos ainda!

Eu me derreto por ele, ele é meu tudo, minha vida, meu menino tão sonhado! Tem defeitos? Claro, ele é humano, é birrento, tem gênio forte (com uma mãe dessa, queria o que, rs?), mas é carinhoso, um chiclete-grude, dá beijo e diz que me "mama" (me ama <3 nbsp="" p="">
Parabéns, meu filho! Três anos de alegria, só tenho a agradecer por você ter me escolhido como sua mamãe! Te amo muito, tanto que não cabe em mim!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário