quinta-feira, 26 de maio de 2016

Mastite - o que é, quais seus sintomas e como foi minha (dolorida) experiência

Oie!

Hoje venho contar pra vocês sobre uma coisa super chata que aconteceu comigo há poucas semanas, eu tive uma mastite super dolorosa e incômoda...

Eu já tinha ouvido falar de mastite, mas nem imaginava como era. Ouvia algumas colegas e amigas comentando que tiveram mastite, que doeu muito e eu achava que era dor no bico do seio, feridas, qualquer coisa, menos o que é realmente a mastite.


Mas o que é a mastite? 

Mastite é uma inflamação nos ductos dos seios. O leite materno entra nos vasinhos sanguíneos e o nosso corpo entende que deve combater o corpo estranho. Isso gera muita dor, a área pode ficar vermelha, aparecem caroços doloridos, febre, indisposição, parece que pegamos uma gripe muito forte! Algumas vezes a mastite se torna uma infecção bacteriana e o tratamento precisa ser feito com antibióticos.


Preciso ir ao hospital?

Ficar em casa esperando passar não dá. Me recomendaram ir a um banco de leite, em São Paulo existem alguns e me disseram para ir no da Maternidade Leonor Mendes de Barros. Mas acabei indo a um hospital comum porque também estava com uma tosse tremenda e aproveitei para fazer um raio-x.

O que você sentiu, Guaciara?

Numa noite, meu seio esquerdo ficou com uma mancha vermelha, do nada. Estranhei, mas achei que logo passaria. Durante a madrugada apareceu um caroço muito grande e dolorido no local, muita dor mesmo! Aquele caroço imenso, aquela dor para amamentar, comecei a achar que estava com câncer de mama, pirar no meio da noite, cabeça a mil. No dia seguinte acordei e fui pesquisar, falei com amigas mães e tudo indicava que estava com mastite. Comecei a tomar ibuprofeno para dor e o caroço diminuiu. Parei com o ibuprofeno e logo apareceu febre, outro caroço e mais vermelhidão, uma dor tremenda! Fiquei prostrada na cama, parecia que estava com uma gripe da pior que existe! Minha mãe me arrastou para o médico e além da mastite, estava com infecção de urina (por conta do meu cálculo renal) e sinusite, ou seja, eu tava podre, rs. Comecei o antibiótico e no segundo dia os caroços da mastite sumiram, ainda bem!

Meu seio ficou assim. Crédito de imagem para tudodemae.com.br


Devo parar de amamentar com a mastite?

NÃO, por favor, não pare! Porque aí vai entupir tudo de vez. Amamentar com mastite é realmente dolorido, dá vontade de desistir mesmo, mas continue. Enquanto o bebê mama, vá massageando o seio, vai doer, mas ajudará a melhorar. E vá ao hospital ou banco de leite obter ajuda, os remédios e técnicas curam rapidinho a mastite, você vai ver!

Só mãe de recém-nascido tem mastite? 

Nananina não! Minha filha tem 1 ano e 3 meses e tive mastite! Realmente é mais comum dar mastite na descida do leite, porque o seio enche muito e muito rápido e às vezes acontece essa escapada para os vasos sanguíneos, gerando a mastite. Algumas mulheres tem mastite no desmame, quando estão tirando o leite materno da criança. A criança não mama, o seio enche e vem a mastite. Aqui não sei o motivo da mastite, já que Rafaela mama muito e em livre demanda. Mas deu, rs.

Vou deixar aqui o endereço do hospital Leonor Mendes de Barros
Avenida Celso Garcia, 2477 - Belezinho, São Paulo/SP
Telefone: (11) 2292,4188


Então é isso! Se você estiver com sintomas de mastite, vá a um médico, procure seu ginecologista, pediatra do seu filho, banco de leite da sua cidade, não fique sofrendo em casa, tá? E amamente o bebê, para ajudar a esvaziar o seio. Se amamentar estiver dolorido demais, ordenhe, mas não deixe o leite parado no seio, pode piorar a mastite.

Beijocas em todas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário