quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Cartas para Rafaela - Carta n° 1

Hoje começo uma sessão nova, Cartas Para.

Vou escrever para meus filhos inicialmente e para quem mais der na telha. Hoje começo com a Rafa, que está nesse momento ao meu lado, sentada no chão, espalhando a maior quantidade possível de lápis de cor pela sala inteira e cantarolando em "bebezês".

Hoje é segunda, essa noite você dormiu muito mal e eu também. Você deve estar num pico de crescimento ou algo do tipo, pois faz várias noites que você acorda o tempo todo para mamar. Agora mesmo estávamos deitadas, mas decidi vir pra sala e ter dar sopa, que você detonou, e um copo de leite, que você deu um gole e derrubou o restante por toda sua mesinha de comer, rs. Sei lá, a esperança é a última que morre, vai que você tem fome e por isso acorda tanto? Mas eu suponho mesmo que seja um pico e que se Deus quiser logo você vai dormir melhor novamente e acordar "só" umas duas ou três vezes durante a madrugada, rs.

Hoje acordei muito mal. Minha garganta vem doendo há muito dias, mas essa noite ela piorou bastante. Pensei que teria que ir ao médico, mas ela melhorou um pouco no decorrer do dia. Está com toda cara de amigdalite, que não tenho há muito tempo. Amigdalite, minha filha é um saco, você já teve uma vez, em março. Seu irmão pegou há umas semanas e passou pra mim. Em março ele pegou e passou pra você. Estávamos em Canela, no Rio Grande do Sul e tivemos que ir pro hospital e tudo, dava para ver as placas brancas na sua garganta, muita dó. Foi uma semana de antibiótico muito sofrida, porque você não aceita nenhum tipo de remédio sem berrar muito e vomitar. Mas deixa eu te contar uma coisa: amigdalite sara sozinha. Mas os médicos são orientados a prescrever antibiótico porque pode virar febre reumática, um troço ruim e complicado de tratar. Eu estou no time do vamos esperar sarar sozinho, porque você também vai descobrir que a mamãe odeia tomar remédios e dar remédios pra você e seu irmão. E você vai descobrir também que mamãe adora ler sobre tudo, revirar a Wikipedia e desvendar curiosidades muitas vezes inúteis.

Hoje de manhã você aprendeu a falar Arthur, Tutu. Muito fofo, até filmei. Está falante demais, falando várias coisas, entre elas mamãe, papai, vovó, auau, Arthur, Peppa, Popó, acabou, não. Te arrumei bem linda, está frio em São Paulo esses dias. Você foi pra escola toda perua, de Melissa e casaco de pelo. Por falar em escola, como você ama ir à escola, minha filha! Que esse bom hábito ande sempre com você na sua vida, estudar é importante, te torna interessante e inteligente.

Agora vou tentar te convencer a dormir. Seu irmão está desmaiado já. Seus horários estão todos enrolados, você está sentada no chão colorindo o manual do meu celular. Você abriu a caixa do celular e espalhou tudo que tinha dentro dela para todo lado, a sala está um pandemônio completo, rs! Eu dou risada porque você está se divertindo tanto, cantando hahaha, hohoho (da Baratinha) e po po po po po (da Galinha), enquanto eu estou aqui, acabada. Que energia vocês pequenos tem!

Você está com 1 ano e 7 meses, minha filha, linda e cheia de saúde. Que você cresça feliz e saudável, principalmente. Estarei sempre ao seu lado, te apoiando. Te amo, Rafa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário